resep nasi kuning resep ayam bakar resep puding coklat resep nasi goreng resep kue nastar resep bolu kukus resep puding brownies resep brownies kukus resep kue lapis resep opor ayam bumbu sate kue bolu cara membuat bakso cara membuat es krim resep rendang resep pancake resep ayam goreng resep ikan bakar cara membuat risoles
Carta ao leitor

2009 . Ano 6 . Edição 48 - 10/03/2009

Primeiro país em população, terceiro em extensão territorial, a China viveu, por longo período do século passado, praticamente esquecida pelo Ocidente. Em apenas algumas décadas, registrou crescimento econômico bem acima da média mundial. Um desempenho que a coloca em posição de destaque diante das demais nações, mesmo em período conturbado de crise como todas enfrentam.

Reportagem de capa desta edição mostra que a China tem uma meta ambiciosa: tornar-se a maior potência econômica do planeta, ocupando a cadeira cativa que ainda pertence aos Estados Unidos. Beneficiados, em parte, pela retração global, os chineses, que já eram os maiores consumidores de celulares do mundo, passaram a possuir, também, o maior mercado de automóveis. A economia será abalada, de acordo com todas as projeções. No entanto, o crescimento, ainda assim, estará acima dos demais países, provocando reflexos positivos, principalmente entre os vizinhos da Ásia.

No Brasil, a crise também chegou, de maneira mais rápida do que imaginado. De acordo com estudo realizado pelo Ipea, as medidas anticíclicas adotadas pelo governo desde o final do ano passado procuraram evitar que o país entrasse em recessão. Na América Latina, segundo a Cepal, os demais países igualmente estão em melhores condições de enfrentar as adversidades que em situações idênticas no passado. A região, ao longo dos últimos anos, ampliou seus mecanismos de proteção social - a Aposentadoria Rural e o Bolsa Família são exemplos no caso brasileiro - que serão elementos fundamentais para amenizar os efeitos das dificuldades, principalmente entre os mais pobres.

São fatos que, sem dúvida, merecem ser acompanhados por todos.

Boa leitura.

Jorge Abrahão de Castro, diretor-geral da revista Desafios do Desenvolvimento

Cartas ou mensagens eletrônicas devem ser enviadas para: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Diretoria de redação: SBS Quadra 01, Edifício BNDES, sala 1515 - CEP 70076-900 - Brasília, DF
Visite nosso endereço na internet: www.desafios.ipea.gov.br